Obra de requalificação ambiental da frente do Mosteiro submetida ao concurso Europa Nostra

Quinta, 21 De Novembro De 2019

A Câmara Municipal da Batalha procedeu à submissão de uma candidatura à União Europeia, relativa à intervenção de requalificação ambiental na frente do Mosteiro da Batalha, no âmbito dos Prémios Europa Nostra, o concurso europeu mais prestigiado que distingue os melhores projetos de conservação, restauro e investigação sobre o Património.

Designada como "Operação Urbanística de Salvaguarda aos Impactos de Ruído e Poluição sobre o Mosteiro Santa Maria da Vitória", a intervenção consistiu na requalificação urbanística e paisagística na frente do Mosteiro, através da criação de uma barreira acústica que minimiza os impactos ambientais relativos à poluição sonora e de dióxido de carbono, promovendo de forma significativa, e já comprovada, a melhoria das condições de conservação do Mosteiro. Com efeito, e de acordo com a última análise efetuada pelo Laboratório de Ruído e Vibrações, conclui-se que no espaço em redor entre o IC2 e o monumento, os parâmetros de ruído medidos cumprem os valores regulamentares, situando-se abaixo de 65 dB(A) e 55 dB(A), respetivamente.
A obra realizada, que representa um investimento superior a meio milhão de euros financiados por fundos comunitários (Centro 2020), contou com o apoio técnico da Direção Geral do Património Cultural (DGPC), das Infraestruturas de Portugal, S.A. e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

Aponta Paulo Batista Santos, Presidente da Câmara Municipal da Batalha que a concretização deste projeto, reclamado há décadas, “representou um enorme desafio para o Município, mas o resultado final alcançado, cumpre a missão fundamental da Autarquia, promovendo todos os esforços quanto à conservação do Mosteiro da Batalha”.

Na instrução da candidatura já submetida à Comissão Europeia pela Autarquia da Batalha, o projeto concretizado mereceu a recomendação do Diretor do Mosteiro, da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, da Direção Regional de Cultura do Centro e do CEPAE.

 

Top