Recolha Indiferenciada

Resíduos indiferenciados

De acordo com o Decreto-lei nº 178/2006 de 5 de Setembro, a Câmara Municipal de Batalha é responsável pela gestão do Sistema de Resíduos Urbanos ou equiparados, que consiste no conjunto de operações de acondicionamento e transporte dos mesmos, bem como as soluções de valorização e/ou destino final.

Entende-se por resíduo urbano, o resíduo proveniente de habitações, bem como outro resíduo que, pela sua natureza ou composição, seja semelhante ao resíduo proveniente de habitações.

Deposição de resíduos indiferenciados:

  • Coloque os resíduos em sacos devidamente fechados dentro dos contentores;
  • Feche sempre a tampa dos contentores depois de depositar os seus resíduos para evitar maus cheiros e proliferação de moscas;
  • Não deixe resíduos fora dos contentores;
  • Não coloque resíduos de grandes dimensões dentro dos contentores.

Estação de Transferência da Batalha

Os resíduos Sólidos Urbanos no Concelho da Batalha são recolhidos pela Empresa Suma e transportados para a Estação de Transferência da Valorlis, situada na Localidade de Alcanadas. Aí os resíduos são compactados, sendo depois depositados em contentores estanques de grande capacidade e transportados até ao Aterro Sanitário de Leiria.


Recolha Selectiva

A deposição de papel/cartão, embalagens de plástico, metal e vidro com destino a valorização é realizada nos ecopontos existentes na via pública, nomeadamente, ecopontos de superfície e ecopontos enterrados (existentes apenas na Vila da Batalha).

Ecoponto AmareloEcoponto amarelo: embalagens de plástico, metal e de cartão para bebidas.

Deve colocar: Garrafas, esferovite, frascos, sacos de plástico, latas, tampas, aerossóis vazios, tabuleiros de alumínio, embalagens de leite e bebidas, vinho, natas e de outros produtos alimentares.

Não deve colocar: Embalagens de margarina e manteiga, electrodomésticos, pilhas e baterias, embalagens de produtos tóxicos ou perigosos, sacos de plástico com restos de comida.

Atenção: Espalme e escorra as embalagens!

 

Ecoponto AzulEcoponto Azul: Papel e Cartão

Deve colocar: Caixas de cartão, sacos, envelopes, maços de tabaco, papel de escrita e impresso, folhetos, bilhetes, jornais, revistas e listas telefónicas.

Não deve colocar: embalagens de cartão com gordura, papel de cozinha, guardanapos e lenços de papel sujos, toalhetes e fraldas, papel autocolante e de alumínio.

Atenção: Espalme as embalagens de cartão!

 

Ecoponto VerdeEcoponto Verde: Vidro

Deve colocar: Garrafas e Garrafões de bebidas, garrafas de azeite, boiões, e frescos de conserva e doces.

Não deve colocar: loiça de vidro, pirex, barro e cerâmica, espelhos, janelas, vidros de automóveis, ampolas e seringas, lâmpadas.

Atenção: Retire as tampas e coloque-as no ecoponto amarelo!

 

Os resíduos recicláveis são recolhidos pela empresa Valorlis sendo transportados para a Estação de Triagem situada em Leiria. Os resíduos são devidamente separados e reencaminhados para reciclagem.

No mapa que pode ser consultado em Geoportal – Recolha de Resíduos, encontram-se assinalados os contentores de RSU e Ecopontos existentes em todo o território concelhio.


Resíduos Especiais

Existem resíduos que pela sua natureza ou perigosidade não devem ser depositados nos contentores para lixo doméstico, devendo proceder-se do seguinte modo:

  • Pilhas usadas – Depositar nos pilhões existentes nas juntas de freguesia e estabelecimentos comerciais.
  • Resíduos Domésticos Volumosos -  Mobílias, electrodomésticos, ou outros objectos volumosos fora de uso – Solicitar recolha gratuita através do Nº: 244 766 077. Esta solicitação destina-se à marcação do dia mais próximo possível da data de recolha, para colocação do “mono” na via pública, que deve ser deixado o mais próximo possível do equipamento de deposição que serve a área de residência em causa.
  • Resíduos Verdes / Compostagem Doméstica – Pequenos resíduos verdes de jardinagem ou “restos de alimentos vegetais” podem ser aproveitados para produção de fertilizante natural. Para habitantes em moradia com jardim solicitar à Valorlis a entrega gratuita de um Compostor. Tel.: 244 575 540
  • Consumíveis de Informática  (tinteiros e toners de impressoras) -  Entregar nos estabelecimentos comerciais ou escolas que possuem recipientes adequados, muitos deles associados a Projectos de Solidariedade Social.
  • Óleos Alimentares Usados – Acondicionar em garrafas de plástico bem fechadas e depositar nos Oleões existentes no Concelho.
  • Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (REE’S) – Na compra de novos, entregar os REE’s usados. Na impossibilidade de retoma, depositar num “ponto electrão” (consultar localização no site www.amb3e.pt) ou solicitar recolha através do Nº VERDE: 800 262 333.
  • Lâmpadas Fluorescentes – Na compra de novas, entregar as lâmpadas usadas.
  • Medicamentos fora de Prazo, Radiografias ou Seringas – Entregar na farmácia.
  • Dejectos Caninos – Utilizar qualquer simples saco de plástico para apanhar os dejectos do seu animal de estimação e depositar, fechado, num contentor de lixo ou papeleira.

Resíduos de Construção e Demolição

O regime das operações de gestão de resíduos resultantes de obras ou demolições de edifícios ou de derrocadas, designados por resíduos de construção e demolição (RCD) é estabelecido pelo Decreto-Lei n.º 46/2008, de 12 de Março.

A gestão dos RCD é da responsabilidade de todos os intervenientes no seu ciclo de vida, desde o produto original até ao resíduo produzido, na medida da respectiva intervenção no mesmo, nos termos do disposto no referido Decreto-Lei.

Em caso de impossibilidade de determinação do produtor do resíduo, a responsabilidade pela respectiva gestão recai sobre o seu detentor.

A responsabilidade das entidades referidas anteriormente extingue-se pela transmissão dos resíduos a operador licenciado de gestão de resíduos ou pela sua transferência, nos termos da lei, para as entidades responsáveis por sistemas de gestão de fluxos de resíduos.


Compostagem

Mascote da Compostagem da BatalhaO Município da Batalha, no âmbito do projecto "Compostagem Doméstica no Concelho da Batalha", promoveu acções de sensibilização sobre o tema da compostagem doméstica e distribuição de compostores, nas Escolas Básicas do 1º ciclo do Concelho durante o ano lectivo 2007/2008. Estas acções tiveram como objectivo incentivar a realização do processo da compostagem, assim como, sensibilizar os alunos e professores para a importância deste processo nas suas próprias habitações.

Foram igualmente distribuídos questionários pelas quatro freguesias, com o objectivo de avaliar os conhecimentos da população em relação ao tema da compostagem, assim como, da adesão dos munícipes ao nível da separação dos resíduos sólidos urbanos (papel/cartão, vidro, plástico e pilhas).

No desenvolvimento do mesmo projecto construiu-se um compostor de madeira que foi colocado num local estratégico (junto ao Pavilhão Multiusos), com o objectivo de aproveitar os resíduos verdes e castanhos dos espaços verdes da Vila da Batalha, assim como, os restos de resíduos verdes do Mercado Municipal.

Durante o ano de 2008 foram realizadas acções de sensibilização sobre esta temática para a população em geral nas Juntas de Freguesia da Golpilheira, Reguengo do Fetal, que culminaram com a distribuição de compostores aos munícipes interessados no projecto.

Até ao momento já foram entregues os seguintes compostores por freguesia: 141 compostores (Freguesia do Reguengo do Fetal), 88 compostores (Freguesia da Golpilheira) e 418 compostores (Freguesia da Batalha).

Caso tenha jardim e pretenda efectuar compostagem contacte o Município ou a Junta de Freguesia para solicitar um compostor gratuitamente.

Ficheiro PDF GUIA DA COMPOSTAGEM – Manual de Compostagem e o Manual da Vermicompostagem

Top